Jardim Botânico Universitário

0
397

“É um jardim intimista, muito procurado por jovens namorados e pessoas em busca de um local relaxante no centro.”

O Jardim Botânico da Faculdade de Ciências da Universidade Karlovo não deverá ser confundido com o enorme Jardim Botânico que se localiza no extremo norte da cidade, paredes meias com o Zoo de Praga. Este, encontra-se numa área bem mais central, e é o jardim botânico mais antigo do país, tendo sido fundado em 1775, numa outra localização (Smichov) e transferido para o terreno que agora ocupa em 1898. Em 1998 foi requalificado.

É um jardim intimista, muito procurado por jovens namorados e pessoas em busca de um local relaxante no centro. A entrada é livre, mas se quiser visitar as estufas há lugar ao pagamento de uma taxa quase simbólica (0,50 Eur, da última vez que vi o preço). A grande atracão nas estufas é o nenúfar gigante (Victoria cruziana), que, diz-se, consegue suportar o peso de uma criança.

Na sala dos cactos, vive uma “árvore” Methuselah, o mais antigo organismo vivo conhecido, com cerca de 4.800 anos. Desde 1938 as estufas albergam uma colecção de plantas tropicais. Contudo, deverá ter em conta que o regime de abertura ao público das áreas cobertas é algo aleatório.

jardimbotanicouniv-02jardimbotanicouniv-06

As áreas exteriores têm um certo encanto decadente, com recantos deliciosos, mas necessitando de uma atenção que claramente não têm. É uma visita que se faz em meia-hora, se o visitante não desejar sentar-se um pouco enquanto usufrui da calma envolvente. Ao ar livre a colecção botânica é dedicada à Europa Central, com pequenos cursos de água que conferem uma frescura adicional ao espaço.

Como Ir: Para aqui chegar poderá vir a pé, planeando o seu percurso num mapa, de forma a chegar à rua Na Slupi. Se vier de elétrico, fica com a tarefa simplificada: a paragem chama-se significativamente Botanická zahrada, ou seja, Jardim Botânico.

Ricardo Ribeiro viveu durante três anos em Praga, apenas pelo amor à cidade e um dia decidiu criar um website dedicado à sua paixão. Actualmente mantém os fortes laços emocionais e sociais com Praga e passa alguns meses por ano por lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here