Pavilhão Grebovka

0
464

No jardim Hlavickovy, um dos mais emblemáticos locais do cosmopolita bairro de Vinehrady, vamos encontrar o pavilhão Grebovka. Foi construido em finais do século XIX, após 1890, sob a orientação do arquitecto Josef Schulz, seguindo as linhas mestras do estilo Art Nouveau. Nos dias que correm é um café enquadrado no jardim público com influência neo-Romântica tardio, mas originalmente tudo isto era parte da propriedade do palacete que ainda se pode ver, ali ao lado, chamado de Gröbe Villa (projectado por Antonín Barvitius) . Originalmente foi construido para servir de pista de bowling e de carreira de tiro interior para os habitantes e convidados da Gröbe Villa, tendo pouco depois sido adquirido pela Cidade de Praga que ali instalou um jardim de infância e outros serviços municipais.

O local é perfeito para relaxar numa tarde ensolarada de Primavera, com o verde que o envolve e, sobretudo, a vista sobre o bairro de Vrsovice de que se pode usufruir da extremidade do segmento de jardim defronte do pavilhão. Dali avista-se também a colina repleta de vinhas que ainda hoje justifica o nome dado a esta parte da cidade: Vinohrady significa precisamente “campo de vinhas”.  É também ideal para famílias com crianças, que podem usufruir em segurança do amplo espaço fronteiro (o pavilhão Grebovka para crianças). Infelizmente o bloco central, a parte mais interessante, é reservado para festas e e eventos (e como é popular… no espaço de um ano compareci ali a uma festa de aniversário e a um casamento) e o café propriamente dito funciona na nova ala.

O espaço foi requalificado há relativamente pouco tempo, dividindo-se entre a área original, feita de madeira e com alguns elementos em tijolo, e as extensões, num estilo bem diferente, moderno, com muito metal e brilho. Isto passou-se em 2009 e as obras fizeram parte do acordo que permitiu à organização norte-americana CEELI Institute instalar-se no palácio. Um acordo que não lhes saiu barato: a renovação do pavilhão custou para cima de três milhões de Euros.

Os preços são muito razoáveis (o menu encontra-se disponível no website do estabelecimento, apesar de poder ser um pouco complicado se não souber nada de checo); à laia de exemplo, um chá de qualidade não chegará a 2 Eur, com uma boa selecção disponível. A cerveja Bérnard custa cerca de 1,30 Eur por uma caneca de meio-litro. E há sempre algo para comer com preços dentro deste alinhamento.  Existe Wi-Fi gratuita para os clientes.

Para detalhes sobre a arquitectura do pavilhão consulte esta página. E neste artigo da TV Checa poderá ver imagens do processo de recuperação e do aspecto antes das obras. É apenas em checo, mas há sempre o Google Translate.

Como Ir: Rendo-me às evidências e reconhecendo o carácter algo labirintico do trajecto até aqui, remeto para o mapa de baixo. A maioria das pessoas chegará até à zona usando o eléctrico 22, podendo optar por diversas paragens e seguindo depois por um agradável apsseio pelas rias de Vinohrady.

Quanto Custa: Tudo dentro da média conforme os detalhes fornecidos no texto.

Quando Ir: O ideal é ir num dia de sol… talvez seja de evitar o fim-de-semana por causa dos eventos frequentes que ali têm lugar. De resto, o horário é das 10 às 21.

Contactos: Pavilon Grébovka, Havlíčkovy sady 2218, Praha 2 Website: http://www.pavilongrebovka.cz

 

 

Ricardo Ribeiro viveu durante três anos em Praga, apenas pelo amor à cidade e um dia decidiu criar um website dedicado à sua paixão. Actualmente mantém os fortes laços emocionais e sociais com Praga e passa alguns meses por ano por lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here