Muita gente considera uma visita a Praga pelo Natal. Não é de surpreender: os elementos que aparecem de mãos dadas com o Natal no imaginário colectivo tocam intimamente a ideia que se tem da capital da República Checa neste mês de Dezembro. O frio, as feiras de Natal, a neve, o ambiente arquitectónico. Tudo isto é indiscutível e vem com muitas vantagens, mas antes de prosseguir, a bem da verdade, há que expôr algumas notas menos positivas.

O mais importante de tudo é o factor neve. Sem neve não é o mesmo, e o problema é que se vão sentindo os efeitos do aquecimento global e cada vez há menos neve na Europa Central. Há portanto o risco de se passar um Natal escuro, frio e húmido mas… sem neve.

natal-03Outra questão é a afluência de turistas nesta época especial. Praga já é bastante procurada ao longo do ano, mas não será o único a pensar em Praga para a quadra natalícia. Não só o excesso de visitantes prejudica um pouco a magia natalícia como será mais complicado arranjar um quarto nas melhores condições e as passagens aéreas encarecem neste período.

Dito isto, venham as boas notícias: se houver neve com abundância – e vamos ser positivos e pensar que vai cair um belo lençol branco – Praga torna-se um local de sonho, daqueles que pensamos existirem apenas em filmes e postais ilustrados.

Dos pontos mais elevados, como Vysehrad ou o Castelo, observa-se uma cidade saída de outros tempos com os telhados cobertos de neve, as luzinhas da iluminação pública, especialmente bonitas ao crepúsculo. Depois descemos às ruas, o frio a criar uma nuvem de condensação com a nossa respiração, enquanto os pés fazem estalar a neve sob as nossas solas.

As pessoas apressam-se, cirandando nos seus preparativos para a quadra, procurando as lojas de doçaria, interrompendo a caminhada para um copo de vinho quente, um elixir que aquece por dentro, temperado como está com todas as especiarias que têm esse efeito sobre o corpo.

natal-02Uma das principais atracções da época por aqui são os mercadinhos de Natal. Abrem a 28 de Novembro e mantém-se activos até ao dia 6 de Janeiro, com um horário diário das 10 às 10.

O mais evidente surge na praça antiga, Starometska, mas espere algo muito turístico, cheio de estrangeiros e preços inflacionados. Pode visitar outros, menos centrais mas apenas um pouco menos turísticos: Andel, Namesti Miru, Jiriho z Podebrad, para dar apenas alguns exemplos. Mas os melhores estão afastados, nos bairros residenciais, onde a população se dirige para as suas compras, com preços bem mais razoáveis e um ambiente genuíno.

E o que se passa com as famílias checas? O dia maior da quadra é o da véspera de Natal, quando as pessoas passam o dia em casa, preparando as iguarias e as árvores de Natal para a festa do serão. Durante o dia, segundo a tradição as pessoas só podem comer sopa de sauerkratz, e apenas após o sol posto podem iniciar o grande jantar de Natal. O prato central é constituído por carpas, tipicamente compradas vivas de vendedores de rua.

natal-04Os presentes aparecem logo depois, aguardando as famílias enquanto as pessoas se movem da mesa de refeição para a sala. São trazidos pelo Jezisek (Menino Jesus).

O serão prossegue com a troca de prendas, acompanhada de doces e petiscos variados, bem regados por cerveja e vinho. Por fim, algumas famílias saem para a missa da meia-noite. Não muitas, que a República Checa é o país mais ateu do mundo. Se tiver interesse em ir à missa, não hesite. É uma oportunidade de conjugar o acto religioso com uma visita a uma das belas igrejas de Praga. Para isso recomendo o mosteiro de Strahov. Costuma haver também uma missa ao ar livre na Praça Antiga por volta das 21:00.

Quanto aos planos do visitante, é preciso ter atenção: a maioria dos restaurantes está encerrado no dia 24, mas alguns abrem – com um preço ajustado – para receber os que não têm uma família por perto. Outra actividade possível será usufruir de um concerto de Natal. Existem imensos, ao longo da tarde e início do serão, especialmente nas igrejas da cidade.

Para se deslocar à República Checa e participar de toda esta festa, o melhor será consultar na Rumbo.pt quais os voos mais económicos para Praga.

Entretanto, se tiver tempo e orçamento para isso, porque não ficar para o animadissimo reveillon de Praga?

Para terminar, não poderia deixar de incluir neste artigo um video que já mantenho há algum tempo no website e que revela toda a magia do Natal em Praga:

PARTILHAR
Artigo anteriorAngelato
Próximo artigoUm pequeno passeio Cubista
Ricardo Ribeiro viveu durante três anos em Praga, apenas pelo amor à cidade e um dia decidiu criar um website dedicado à sua paixão. Actualmente mantém os fortes laços emocionais e sociais com Praga e passa alguns meses por ano por lá.

DEIXE UMA RESPOSTA