Zizkov é tradicionalmente um bastião comunista, tendo-se formado como um bairro proletário e mantido a sua personalidade socialista ao longo dos tempos. Atualmente é aqui que se sente ainda um pouco do cheiro a nostalgia dos tempos do domínio soviético, e este pub é um exemplo vivo de tudo isto.

Estamos a falar de “the real thing”. Aqui não há turistas nem menus em inglês. Desaconselhamos de todo uma visita sem a companhia de algum conhecido checo que possa sentir o pulso ao ambiente e ajudar na comunicação. É um local com um público de todas as idades, fiel ao espírito checo de “hospoda” (pub). É o ponto de reunião da comunidade local após um dia de trabalho ou num fim-de-semana invernoso.

O ambiente pode ser denso, com a ventilação deficiente e muito fumo na sala. Os móveis são de uma simplicidade total. Mesas e bancos corridos de madeira bruta. Assim o exige a atmosfera envolvente.

É frequente que operários veteranos em estado de embriaguez variável cantem velhas canções comunistas e dancem em cima das mesas, sobretudo mais junto à hora de fechar, quando o álcool já fluiu o suficiente. A decoração é em conformidade: grosseira, simples, com alguns elementos comunistas.

O  serviço é surpreendentemente atencioso e profissional, tendo em conta que a simpatia não faz parte do folclore checo e este local é do mais puro e popular. Os preços não são tão baixos como seria de esperar por aqui, mas mesmo assim estamos a falar de cerveja (0,5 l) a 30 CZK. Qualquer coisa como 1 Eur.

Opinião final? Um dos momentos mais interessantes da minha vida em Praga. E está tudo dito.

Como Ir: Não se meta nisso sem um acompanhante checo.

Quanto Custa: Preços aceitáveis, baratos para os nossos padrões, mas podiam ser mais baixos tendo em conta a categoria do estabelecimento.

Quando Ir:  Ao serão avançado.

Contactos:  Hospoda U Vystrelenyho Oka,  U Bozich Bojovniku 3,  Prague 3 – Zizkov

 

PARTILHAR
Artigo anteriorWings Club
Próximo artigoU Sadu
Ricardo Ribeiro viveu durante três anos em Praga, apenas pelo amor à cidade e um dia decidiu criar um website dedicado à sua paixão. Actualmente mantém os fortes laços emocionais e sociais com Praga e passa alguns meses por ano por lá.

DEIXE UMA RESPOSTA