Hoje foi o dia em que abri a quem quiser ver o meu último projecto virtual, completamente relacionado com Praga. Visitar-praga.com.pt é filho da paixão que sinto por esta cidade. O seu possível sucesso comercial é coisa de somenos importância. Poderão não cair Euros e Coroas, mas até ver será projecto para continuar por muitos e bons anos. Como é indicado no seu sub-título, trata-se de “um site de escritos, imagens, conselhos e tudo o mais o que um viajante possa precisar” para visitar Praga. Fica aqui uma cópia do editorial, se assim o pudermos chamar:

Visitar Praga é um projecto unipessoal. O meu nome é Ricardo Ribeiro, tenho quarenta e tal anos, e sou o seu criador. O seu objectivo é auxiliar todos aqueles que se dispõem a visitar Praga. As suas raízes mais profundas terão origem em 2005, quando visitei Praga pela primeira vez e me apaixonei pela cidade, pelo país e pelo povo Checo. Daí em diante foi aproveitar todos os dinheirinhos e tempo disponível para regressar, uma e outra vez, até que a ideia de me mudar, pelo menos parcialmente, para esta grande cidade começou a ganhar forma.

Esse passo veio de facto a ser dado em 2007, e desde então a minha vivência em Praga tem-se caracterizado por uma riqueza sem fim, num quotidiano de exploração e descoberta. Sendo webdesigner profissional (se aprecia o meu trabalho e está a precisar de um site a sério…) a ideia de criar uma página de Internet dedicada a Praga em língua Portuguesa teria que surgir mais cedo ou mais tarde. Depois de um par de falsos arranques, gorados por falta de tempo e de motivação, nasceu finalmente, com toda a pujança, esta Visitar Praga. Estávamos em Julho de 2009.

Para além da carolice essencial para promover um projecto desta natureza, existe uma razão comercial por detrás de Visitar Praga: a potencialização publicitária de um outro projecto meu, o Czech Fun Fan. Trata-se de um grupo de amigos dispostos a conduzir visitas acompanhadas a lugares ermos e mal conhecidos dos estrangeiros nos arredores de Praga e pelo país fora. Usando transportes públicos comuns, pretendemos potenciar o contacto com as populações locais e seus mais genúinos costumes e modos de vida. Tudo isto a preços muito atractivos, e com as actividades disponíveis em Inglês e Russo, para além do Português.

Todos os textos publicados em Visitar Praga são da minha autoria, assim como as imagens que acompanham os artigos e que fazem parte das galerias de imagens em exposição. Pretendo partilhar toda a minha experiência como habitante honorário de Praga, e as informações disponibilizadas são por isso algo subjectivas, e por vezes estarão desactualizadas, uma vez que na maior parte dos casos reflectem uma experiência localizada no tempo. Os conteúdos são publicados em continuidade, com uns quantos novos textos e actualizações em cada semana. Alguns são redigidos practicamente de memória, outros, reportam experiências recentes enquanto algumas das matérias envolvem um trabalho de pesquisa mais ou menos profundo. Com o tempo é provável que a estrutura original do website, bastante simples, seja enriquecida. Existem inúmeras ideias, mas só o futuro dirá quais poderão ser concretizadas.

Se tiver alguma dúvida relativa a Praga, sinta-se à vontade para me contactar. A criação de uns fóruns de discussão anexados a este website é uma possibilidade de futuro. Enquanto isso não sucede, pode usar o eMail para colocar as suas questões.

PARTILHAR
Artigo anteriorDa Antipatia
Próximo artigoSuores e Arrepios
Ricardo Ribeiro viveu durante três anos em Praga, apenas pelo amor à cidade e um dia decidiu criar um website dedicado à sua paixão. Actualmente mantém os fortes laços emocionais e sociais com Praga e passa alguns meses por ano por lá.

7 Comentários

  1. Como já tinha tido o prazer de o transmitir, está um excelente site, que tenho a certeza que me irá ser útil num futuro não muito longínquo (assim o gostava que fosse).

    Parabéns e bom trabalho.
    Vitor Sérgio

    • Com o aquecimento global em marcha, a queda de neve tem-se tornado esparsa. É imprevisivel. Se tivesse que apostar, diria que entre os últimos dias de Novembro e o mês de Janeiro. Dai para a frente as probabilidades caem. O único dia de neve a sério que vi aqui nos últimos três anos foi na primeira semana de Janeiro deste ano.

  2. Olá. Eu só estive em praga uma vez, foi na passagem de ano de 2005/2006 e tive sorte de apanhar neve. Foi lindo. Pode parecer brejeiro mas só tive pena de não conseguir trazer de lá um íman para o frigorífico, lol
    Alguém conhece um site onde eu possa comprar um ou conhecem alguém que lá viva que mo possa mandar…

    • Vanda, posso comprar isso, mas mandar é mais complicado. Mas com tempo, posso entregar em mão em Lisboa, ou enviar depois, a partir de Portugal.

  3. Ricardo
    parabéns pelo site, estou pensando em ir a praga no dia 1 de janeiro/10. mas tou morrendo de medo do frio. meu marido quer ir porque diz que calor ele já tem aqui, moro no nordeste, vc acha que vou aguentar, pe suportável bem agasalhada? dar pra sair na rua?

    • Se for um mês de Janeiro comum, dentro da normalidade, não vale a pena ir. Viver em Praga em Janeiro é simples: todos os locais fechados estão climatizados e enfrentar o frio durante a caminhada para encontrar amigos ou ir ao supermercado não custa. Mas visitar a cidade, todo o dia pela rua, conhecendo os sítios? Loucura.

DEIXE UMA RESPOSTA